segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Lua para realizar

Segunda é dia da Lua. 
E Lua ainda portadora de luz da última lua cheia em Peixes.
A Lua em Touro indica que sejamos práticos, vivendo com pés no chão, realizando.
Dia de concretizar, tornar real, tirar da cachola e fazer acontecer aqui neste plano físico. 
Sonhamos com a Lua em Peixes, iniciamos com a Lua em Áries (desejamos), mas e agora?
Agora é fazer acontecer. Lua em Touro.
A Lua formará trígono com Sol, Mercúrio e Plutão.
Eita Lua cheia de poder de realização! Poder de comunicar para criar no chão, materializar.
Corações e mentes, juntos.
Realize você também, e realize..se..



Boa Segunda, dia da Lua.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Mens sana in corpore sano

O Sol entra em Virgem.

E o brilho do Sol, antes contagiado da exaltação em Leão, querendo ser grande a todo custo, orgulhoso e impetuoso, agora muda para o foco, o mínimo detalhe, o pouco que pode ser muito quando se sabe fazer uso.
Se antes era o domínio do Rei, agora é do servidor. Servidor humílimo.
O Sol antes Real, dono da situação, agora passa a servir a Terra, na prática da humildade.
Atenção aos grãos.
Em Leão tudo era festa; mas agora, com Sol em Virgem vamos dar ordem na casa.
Vamos nos preparar para o equinócio que chegará com o Sol em Libra, mês que vem.
E será a época da Balança pesar.

Sol em Virgem. É tempo de se organizar. Tempo de colocar tudo no lugar.
Inclusive colocar em ordem a casa mental, assim o corpo saudável agradece.

Por isso, "Mens sana in corpore sano".
Vamos separar o joio do trigo. A começar em nós mesmos, onde tanto joio ainda pode ser encontrado na alma.
Purificar... 

O cuidado é com a discriminação exagerada das coisas, separando-as, rotulando-as.

Purificar sim...  Buscar ser melhor sim... mas na obsessão pelo pecado capital, esquece-se a pureza original.
Daí também provem o estresse. Da obsessão pela perfeição, pelas coisas certinhas. Sol em Virgem.

A casa astrológica em que o signo de Virgem se encontra no mapa  de cada um será onde se exigirá maior aperfeiçoamento, trabalho e dedicação, devendo primar pela qualidade sempre. Sabe em qual casa astrológica está o signo de Virgem em seu mapa astral? Escreva-me...meiodoceu@gmail.com

Este período, com o Sol em Virgem, ativará esta casa astrológica relevando muito do se precisa aperfeiçoar.

Saudações Virginianas, mas sem estresse.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Lua Nova em Leão

Sejam bem vindos à Lunação (Sol conjunção Lua) em Leão, a partir de hoje, dia 10 de Agosto. Mais um ciclo lunar (28 dias), quando a Lua se veste de novas energias (na Lua nova), para crescer em luz, brilho, até o clímax (na Lua cheia). 




Poderemos tirar todo proveito, para o dia dia em nossos projetos, principalmente exagerando na criatividade.
Energia não vai faltar. Leão quer brilhar! Quer seu lugar ao Sol.
A Lua nova em Leão abre o caminho aos voluntariosos e sequiosos de coragem!

Para os imbuídos do desejo e nada mais, essa Lua (este ciclo) vai dar no que falar.
Tem de tudo no mapa desta Lunação.
Oposição Júpiter-Urano a Saturno-Vênus-Marte, elevando a necessidade de quebrar barreiras, mas com diplomacia. Tem a quadratura destes com Plutão, forçando o status quo de nossos litígios interiores..
Mas, .. Coragem coração de Leão, avante..
Armas não faltarão para que a vitória seja sua!
E vamo que vamo que na frente tem gente...
Ri melhor que urra primeiro!




quarta-feira, 4 de agosto de 2010

I Ching e Sincronicidade


O que será que pode explicar o "funcionamento" ou o "mecanismo" que faz com que o I Ching funcione? O que está por trás deste processo "mágico" que possibilita que um determinado hexagrama do I Ching  traga respostas significativas para nossas vidas? Da mesma forma quando se utiliza a  técnica da Astrologia Horária, Tarô, Runas, etc.


No caso do I Ching o que na verdade manipula as moedas ou as varetas de milefólio para que as respostas saiam tão especialmente condizentes com o que precisamos ler no Livro das Mutações (I Ching ), quando buscamos conselhos no I Ching?  Mas, percebe-se que funciona sim para aqueles que se colocam humildemente perante o Universo em busca de ajuda, de uma palavra amiga, de um conselho.
A resposta pode estar no conceito da sincronicidade.
Este termo foi cunhado pelo psicanalista Carl Gustav Jung, quando ele observou que determinadas coincidências na vida de seus pacientes, em pesquisas e na vida dele mesmo, eram bastante significativas pois provocavam nestes mudanças importantes melhorando o andamento das terapias levando a pessoa a um certo progresso; afinal se notavam avanços grandiosos na terapia e o quanto estes eventos aparentemente desconexos causavam na vida das pessoas. Eram, por exemplo, sonhos que coincidiam com eventos reais; os famosos "acasos".

Jung chamou de  "Sincronicidade - Um Princípio de Conexões Acausais", tema de um de seus livros.
Em rápidas palavras significa que tudo está conectado, e que existe um princípio subjacente que a tudo dirige, e que, mesmo inocentes acasos carregam em si grandes possibilidades; existe enfim um "elo" que a tudo interliga, do Micro ao Macrocosmos; fora e dentro de nós.  Wilhelm Gottfried Leibniz, filósofo e matemático do século XVII  chamou de Lei de Harmonia Preestabelecida.  Há portanto uma harmonia que faz com que eventos materiais ou psíquicos se correlacionem e façam com que a pessoa que passa por tal situação se sinta tocada em seu íntimo e algo mude daí para frente.

Esse princípio portanto seria o motor que coloca em funcionamento os oráculos, como I Ching, Tarô, Runas, Astrologia Horária, etc.
No caso do I Ching, por exemplo, quando a pessoa faz a pergunta e se colocam as moedas ou se jogam as varetas, para se obter o hexagrama que dará o conselho-resposta, na verdade se está buscando o inconsciente da própria pessoa; tanto que se diz que "quem pergunta é quem responde"...
A resposta enfim está em nós mesmos, mas como temos imensa dificuldade em auscultar nosso inconsciente, precisamos de certas "ferramentas"; é onde entram os oráculos.
Portanto, no caso do I Ching a sincronicidade estará agindo, e faz com que o ato de jogar moedas ou as varetas - algo nada a ver com a Lei de Causa e Efeito - seja significativo para a pessoa. Realmente conforme Jung descreveu em nada tem a ver com esse mundo mecanicista, newtoniano, onde para todo efeito existe uma causa aparente, real, concreta.
Quer entender o I Ching, esqueça a causalidade.
E para corroborar tudo isso Jung trocava ideias com o próprio Einstein, conforme cartas documentam tais contatos entre os gênios. Pois é certo que a nova física tinha tudo a ver com tudo isso...   Mas essa,... é outra história...

Maiores informações podem ser obtidas em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sincronicidade

Saudações!
Haroldo Mendonça