sábado, 4 de setembro de 2010

Mapa Astral do Brasil

Está escrito: Ordem e Progresso. Frase positivista. Alguns dos criadores da bandeira nacional eram seguidores de Augusto Comte e por isso a expressão "Ordem e Progresso".



Mas, ordem? que ordem? Vejamos na carta celeste (mapa astral) do Brasil, pois afinal todos tem um mapa astral, até mesmo países, estados, cidades, etc.
No nosso caso é a carta celeste montada para o dia da declaração da Independência.




O Brasil é de Virgem (signo ordeiro sim) e o Sol formava um trígono com Saturno (ordem, disciplina) naquela tarde de 7 de Setembro de 1822 por volta das 17hs, quando D.Pedro declarou nossa independência.
Mas, só se vê a desordem...!?  Talvez seja este o desafio a ser vencido por nós brasileiros, porque Saturno está em oposição a Marte no signo interceptado de Escorpião na carta celeste (ou mapa astral) do Brasil. Aliás, considerando-se o horário das 16:58hs, Touro, onde está Saturno (e retrógrado) também encontra-se interceptado. Signos interceptados não se expressam como deveriam, como se faltasse algo, falta força,  expressão. E assim é o que parece quando se fala em ordem e progresso por aqui. Isso falta.
Touro e Escorpião que estão interceptados na carta celeste do país se situam nas casas três e nove, que em resumo representam o comércio, transportes, comunicação, educação, ... Precisa dizer mais?
O Brasil é de Virgem não por acaso, mas porque precisa desenvolver organização, disciplina e ordem. Mas, sem deixar de ser feliz...

O ascendente é Peixes. Eu trabalho com esta tese, outros a de que o Brasil tem ascendente em Aquário. Mas, vejamos, se o ascendente é nossa imagem, aparência, Peixes tem tudo a ver com nosso  Brasil de imensos rios e extensa faixa litorânea, as muitas praias, religiosidade e misticismo. Isso é Peixes.
Se considerarmos Peixes como ascendente, Júpiter será o regente e que cai bem a um país tão grande, exageradamente, bem ao estilo jupiteriano de ser.
Vejamos a conjunção do regente - Júpiter - com a Lua em Gêmeos na casa quatro, o que muito bem representa o povo (a Lua) alegre (Gêmeos), brincalhão, comunicativo, mas também disperso, de memória fraca, mas superotimista (Júpiter).
Júpiter na casa quatro (terras) forma aspecto com Plutão na casa dois (riquezas), mas com Júpiter exilado em Gêmeos e Plutão retrógrado em Áries esses recursos da terra não são nada bem aproveitados e sim mal distribuídos. Planetas retrógrados pedem revisão, reparo.

Mas eita povo bão, sô. Gente simples, humilde (Virgem), com o Sol que rege a seis na sete, ou seja, servir aos outros.  Se diz por aí que o Brasil servirá ao mundo como celeiro da humanidade.
O problema foi que desse "servir" se tirou o pior lado que foi a servidão dos índios e negros.
Sol quincunce com Nodo na casa doze, casa da prisão, da dor e sofrimento.
O povo estrangeiro, casa nove regida por Vênus situada na casa seis, em Leão, chegou e fez o povo daqui sofrer (e ainda faz?)... Vênus oposição Nodo na doze. Sofrimento que "queima" o carma.
Mas existe a grandeza desse povo varonil, que do Norte ao Sul do Brasil, mantém acesa a chama da esperança em novos dias (Urano e Netuno em conjunção na casa onze, o coletivo), vivendo com muita criatividade (Câncer na casa cinco) e teimosia (Capricórnio na onze)  porque...
Se Deus quiser... tudo, tudo vai dar pé....







2 comentários:

marce disse...

Boa análise, mas faltou colocar a passividade de Peixes e a violência ligado ao carma de Saturno retrógrado em Touro,
oposição ao vingativo marte em Escorpião.

ludofinal disse...

"Se diz por aí que o Brasil servirá ao mundo como celeiro da humanidade." Pois... Credo!